O real motivo pelo qual você não faria coaching
usuario

Publicado por Jota

O real motivo pelo qual você não faria Coaching


Sendo bem direto ao ponto, você não faria coaching pelo mesmo motivo pelo qual muitas pessoas têm medo do escuro: medo do desconhecido.

O coaching, apesar de ser uma metodologia “antiga” na Europa e nos EUA, é razoavelmente novo no Brasil. Isso traz consigo o desconhecimento de uma grande parte da população. Há ainda a questão da má informação e da prática amadora de uns poucos profissionais.

Quem está familiarizado com o coaching sabe da sua relevância e do impacto positivo causado pelo mesmo. Logo, se você não sabe se faria um processo de coaching ou não, acredito que você se encaixe em uma das duas primeiras descrições: não conhece ou está mal informado.

Mais do que isso, tem um fator preponderante que assola não só o coaching, mas também várias outras prestações de serviço. Esse fato é a intangibilidade do mesmo.

Tangibilidade

O que é a tangibilidade?

Característica do tangível; aquilo que você consegue sentir, medir, tocar, pegar, cheirar etc.

Essa é a razão pela qual a maioria das pessoas refuga na contratação de serviços mas não hesita na compra de um produto. Produtos são sempre tangíveis.

Alguns serviços apresentam tangibilidade quando propiciam que o contratante consiga visualizar o meio como será feito. Isso acaba gerando uma previsibilidade de resultados. O mesmo ocorre quando é possível visualizar o produto o final. Isso mesmo quando não é possível visualizar o processo realizado para atingir o resultado. Pareceu confuso?

Exemplificando: você pode contratar um arquiteto para elaborar o projeto da sua casa e a tangibilidade (ainda que você não saiba exatamente como ficará a casa pronta), estará no processo. Isso acontece porque você sabe que terá reuniões periódicas com o profissional, quais desejos pessoais você gostaria de ver no projeto, que o arquiteto usará um programa de computador para projetar e lhe apresentar, que vocês visitarão lojas de materiais e decoração, e muito mais. Você sabe o que esperar desse serviço.

Você poderia também contratar um engenheiro para construir uma piscina e, neste caso, não se importaria como ela seria feita (as técnicas, a ordem, quem participará etc). As únicas preocupações são que ela tenha as dimensões especificadas e que não sofra vazamentos. Novamente, esse serviço é tangível.

A intangibilidade do Coaching

Já outras prestações de serviço são totalmente intangíveis, como por exemplo o coaching. Você não tem certeza de como funciona e de como o processo se desenrola. Isso acontece porque os métodos variam muito de profissional para profissional e pelos fatores explicitados no segundo parágrafo deste texto. Além disso, você não possui garantia de que irá funcionar e atingirá o seu resultado esperado. Ou seja, você simplesmente não consegue tanger o coaching e se sentir seguro. É isso o que acontece com você?

E se eu te contar exatamente, em nosso primeiro encontro, como funciona o processo e traçar um planejamento e rotas de ação para o processo, métricas de avaliação de desempenho e conquista de objetivos. E, além disso tudo, ainda lhe oferecer uma garantia na contratação do serviço? Você se sentiria mais confortável e confiante para me contratar?

Onde quero chegar com isso? Se você é prestador de serviços, meça agora mesmo qual é o nível de tangibilidade do que você oferece. Avalie também qual é o nível de segurança que o cliente tem ao te contratar. Se as respostas forem boas, ótimo, dê continuidade. Mas se você conseguiu perceber que são ruins, é hora de repensar a forma com que você está se posicionando e trabalhando.

Faça a tangibilidade aumentar!

Quando você vai comprar um produto, sabe bem o que esperar: como usar, o que ele faz e é capaz de fazer, o que não fazer com ele, qual cor você deseja, etc. Faça isso com sua atuação profissional. Você verá o despertar de mais pessoas. No paralelo com o medo do escuro, o que você deve fazer é acender a luz para seus clientes!

EBOOK: O GUIA PARA SEU TRABALHO VALER AINDA MAIS

Comentários

Comentário